Índice do principal reservatório do DF chega a 20,33% nesta terça

Um dia depois da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do DF (Adasa) anunciar medidas de racionamento de água, o nível do principal reservatório que abastece o DF, o Rio Descoberto, chegou a 20,33%. O índice foi atualizado na manhã desta terça-feira (8/11). O percentual da barragem de Santa Maria está em 40,78%. Essa é a maior crise hídrica da história da capital. Nunca antes os reservatórios apresentaram níveis tão baixos.

Assim que o nível de um dos reservatórios atingir 20% ou menos, cerca de 85% da população do DF será diretamente afetada pelo racionamento de água. No total, 25 das 31 regiões administrativas serão atingidas pelos cortes no fornecimento por 24 horas. Se a crise hídrica piorar ainda mais, o período de desabastecimento pode ser ampliado.
O presidente da Caesb, Maurício Luduvice, informou, na tarde de segunda-feira (7/11) ao Correio, apenas que, caso seja necessário colocar o plano em prática, todas as cidades abastecidas pelo Rio Descoberto e pela Barragem de Santa Maria/Torto ficarão por períodos de até 24 horas sem água. Três fatores serão levados em consideração: o ritmo de queda dos reservatórios, as previsões de chuva e o nível de consumo de água pela população.
Fonte: Correio Braziliense